segunda-feira, 31 de março de 2014

HEMILAMINECTOMIA TORACO-LOMBAR EM UM CANINO

Paciente deu entrada na Clinica Animal Vale ( www.animalvale.com.br ) em Sao Jose dos Campos,  com paralisia dos membros posteriores segundo o proprietario ela vinha apres desequilibrio dos membros posteriores a 2 dias, e agora no arrastava os membros.
resenha : canino da raça teckel, femea de 7 anos.
ex.neurologico : estado mental otimo, n.cranianos ok, perda de paniculo em altura de T11, perda de dor profunda em m.p.esquerdo e muito pouca sensibilidade em m.p.direito, incontinencia urinaria e perda total de propriocepção.
Como nao houve trauma, ficou como causa provavel uma hernia discal, animal foi encaminhado para realizar uma mielografia de urgencia, infelizmente teve uma parada cardio respiratoria no momento da injeção de contraste, paciente foi internado na clinica apresentou um episodio de convulsão, foi conversado com o proprietario q sem dor profunda a chance de operar e voltar a andar são muito pequenas, ainda mais sem um exame de imagem, a proprietária Dona Vera me pediu para realizar a cirurgia assim mesmo que nao importava o que fosse acontecer, mais ela queria tentar, como isso foi na sexta e só teriamos tomografia ou ressonancia na segunda nao daria para esperar, a sala de cirurgia foi montada e foi realizada uma hemilaminectomia em  T11-T12, T12-T13 e T13 - L1, nesse ultimo segmento saiu bastante material de disco degenerado.
A primeira etapa estava concluida, ela voltou logo da anestesia e foi iniciado protocolo para a dor e antibiotico, conversamos com a Dona Vera a necessidade de reabilitação onde seria a segunda etapa da sua recuperação, o caso foi encaminhado para a Dra Livia Diniz ( www.spaziovet.com.br ) fisioterapeuta onde foi iniciado sua nova etapa do seu tratamento, e com muito esforço e competencia da Dra Livia, Dona Vera pelos exercicios em casa e por toda equipe aqui da animal vale que se apegou ao caso e trabalhamos muito com a Fiona a cerca de duas semanas ela iniciou sua traca de passos, ainda com um certo desequilibrio mais ja começa a andar, estamos todos muito felizes. As cirurgias de coluna tem 2 lados, o da frustação quando o paciente nao se recupera e o da felicidade quando tudo da certo, o mais importante e dormimos sabendo que fizemos tudo que podiamos .


video





video

                                            fiona na esteira

video
                                  2 meses após a cirurgia

M.V. Marcos M B Pereira, especializado em neurologia e neurocirurgia de pequenos animais.
www.animalvale.com.br
12 3934-9248

quinta-feira, 27 de março de 2014

CIRURGIA DE HERNIA DE DISCO LOMBAR EM UMA PASTORA DE 11 ANOS

PACIENTE DEU ENTRADA NA CLINICA  VETERINARIA ANIMAL VALE                 ( www.animalvale.com.br )EM SAO JOSE DOS CAMPOS, SP COM PARESIA DE MEMBROS POSTERIORES, INCONTINENCIA URINARIA E MUITA DOR QUANDO PALPADA.
PACIENTE NAO CONSEGUIA SE LEVANTAR, SE LOCOMOVIA USANDO APENAS OS MEMBROS ANTERIORES, ARRASTANDO OS MEMBROS POSTERIORES.

EXAME NEUROLOGICO : PERDA DE PROPRIOCEPCAO EM AMBOS OS MEMBROS POSTERIORES, MUITA DOR EM EXAME EPAXIAL EM REGIAO TORACO LOMBAR E LOMBAR, REFLEXOS PATELARES AUMENTADOS, HIPERESTESIA EM TESTE DE PANICULO.

PACIENTE ENCAMINHADO PARA UMA RADIOGRAFIA SIMPLES, NA QUAL NADA REVELOU, SOMENTE PROCESSOS DEGENERATIVOS COMPATIVEIS COM A IDADE.

NO SEGUNDO MOMENTO FOI ENCAMINHADO PARA REALIZAR UMA RESSONANCIA MAGNETICA NO HOSPITAL CAES E GATOS EM OSASCO, FOI PEDIDO REGIAO TORACO LOMBAR COM CONTRASTE.





APESAR DE VARIOS PONTOS DE COMPRESSAO, FOI DECIDIDO POR REALIZAR A DESCOMPRESSAO EM L7-S1, E FENESTRACAO DE L1, L2 E L3.
A CIRURGIA DEMOROU EM TORNO DE 2 HORAS, PACIENTE RECEBEU 6 DIAS DE INTERNACAO FAZENDO ANALGESICOS, AINES E ANTIBIOTICOTERAPIA.
FOI ENCAMINHADO PARA CASA E INICIADO UM FORTE E LONGO TRABALHO DE REABILITACAO COM MUITA FISIOTERAPIA E ACUPUNTURA REALIZADA PELA DOUTORA E AMIGA SILVIA MACHUCA ( www.spaziovet.com.br ).
ACOMPANHE A EVOLUCAO PELOS VIDEOS ABAIXOS:


video


video


video





video
video após 4 meses da cirurgia

O ANIMAL IDOSO PRECISA DE UM OUTRO FOCO, CONSEGUIMOS DEVOLVER UMA QUALIDADE DE VIDA AO PACIENTE, QUE PELO EXAME E IDADE PODERIA INDICAR UM PROGNOSTICO DESFAVORAVEL .
AS VEZES PRECISAMOS ACREDITAR E NOS EMPENHAR AO MAXIMO, PORQUE O RESULTADO VAI VALER MUITO A PENA.
HOJE A NEUROCIRURGIA NAO CAMINHA SOZINHA, HOJE ELA NECESSITA TOTALMENTE DE UM TRABALHO CONJUNTO COM A REABILITACAO QUE ENVOLVE ACUPUNTURA, FISIOTERAPIA E MUITO AMOR
OBRIGADO AOS PROPRIETARIOS DENISE E JOAO PELA CONFIANCA.

M.V. MARCOS PEREIRA CRMV 11.199, ESPECIALIZADO EM NEUROLOGIA E NEUROCIRURGIA

segunda-feira, 17 de março de 2014

CIRURGIA DE COLUNA LOMBAR EM UM CÃO

Paciente canino de 10 anos da raça boxer, macho vem apresentando dor em região lombar e ataxia em membros posteriores a 3 meses, foi encaminhado ao setor de neurologia da clinica animal vale em São Jose´dos Campos - SP, onde foi avaliado.

Exame neurológico
estado mental : alerta, normal.
nervos cranianos normais
reflexos medulares ( patelares aumentados )
ataxia em m.posteriores, deficits proprioceptivos em m.posteriores, mais alterado em m.p. direito.
dor a palpação em região lombar entre L3 e S1
indicado realizar uma ressonancia magnética .

Fechado o diagnóstico de compressão medular, paciente encaminhado para cirurgia descompressiva, foi realizada uma laminectomia dorsal em L5 e S1 . 
Paciente se encontra sem dor e em franca recuperação.

M.V. Marcos M B Pereira - Especialista em neurologia e neurocirurgia.
www.animalvale.com.br
12-3934-9248

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Meningoencefalite granulomatosa - MEG relato de caso

Paciente canino fêmea da raça maltês chamada Carlota de 5 anos de idade foi encaminhada a clínica veterinária Animal Vale em São José dos Campos - SP, com histórico de dor em região cervical, ataxia proprioceptiva nos 4 membros, fraqueza mais aumentada em m.a.direito, foi feita ressonância da região cervical ao qual o colega veterinário relatou estar normal, indicado um neurologista para atende-la.
Apresentando sintomas multifocais foi iniciado terapia com corticóides e imunossupressores pois a suspeita principal caia em cima de uma meningoencefalite de causa inflamatória ( MEG ).
A Carlota respondeu muito bem logo no inicio do tratamento, e vem se mostrando estável a 1 ano e 4 meses desde o inicio do tratamento. A meningoencefalite não apresenta uma etiologia específica, alguns trabalhos já falam em neoplasia, fungo, ambiente entre outras causas, mais ainda não se sabe. O tratamento existe, mais não existe cura para a doença, o diagnóstico definitivo só deve ser afirmado no exame pós-mortem desse paciente.
video
                                                        Carlota antes do tratamento


video
                                                 Carlota fazendo um retorno mês passado

Postado por M.V.Esp. Marcos Pereira - crmv 11199

Palestra Unifenas - MG


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Meningioma em um cão - Relato de caso

Paciente canino de 16 anos, fêmea s.r.d. deu entrada na clínica veterinária Animal Vale em São José dos Campos - SP com queixa de convulsões a um ano e meio atrás, foi iniciado terapia anticonvulsivante e pedido exame de ressonância magnética de crânio para verificar   presença de alguma alteração, pois a paciente nunca tinha apresentado convulsão.
O proprietário não quis realizar o exame o pediu somente para que fosse feito o tratamento para controle das crises convulsivas . Após 3 meses do inicia da terapia paciente iniciou andar obstinado e em círculos, após mais alguns meses iniciou alteração de estado mental, e as crises ficaram mais frequentes, foi iniciado terapia com AIES, e ai ela teve uma leve melhora, após 2 semanas voltou a piorar, proprietária após um ano  e meio decidiu eutanasiar, pois a paciente não respondia mais, ficava andando por quase 4 horas seguidas e se machucava com frequencia por causa das quedas, além de apresentar anorexia . 
Com a devida autorização do proprietário foi realizada a necropsia e verificado uma massa em grande volume em hemisfério cerebral direito invadindo o lobo frontal, retirado o material e enviado para a patalogia foi identificado um meningioma granular.
Os meningiomas são os tumores de crânio mais comuns em cães, de crescimento lento tem seus sintomas de acordo com a região anatômica onde ele se encontra, dentre os tratamentos podemos realizar a quimioterapia e ou a remoção cirúrgica da neoplasia.

http://www.youtube.com/watch?v=RaPWajYsSGc&feature=g-upl
( vídeo do paciente apresentando andar em círculos )

meningioma granular


massa de aspecto caseoso aderido a meninge
                                                                 
Postado por M.V. Esp. Marcos Pereira crmv-sp 11199